Saiba tudo sobre marketing

Saiba tudo sobre marketing

Embora seja uma estratégia muito necessária para qualquer empresa, seja ela micro, pequena, média ou grande, o marketing precisa ser esclarecido para que muitos empreendedores possuam o utilizar de forma clara em seus negócios.

Com o objetivo de fazer isso, elaboramos este pequeno texto sobre o assunto.
Falaremos sobre todas as informações relevantes sobre o tema: o que é o marketing, objetivos do marketing, história do marketing, tipos de marketing, canais de marketing e ferramentas de marketing. Continue lendo e confira!

O que é marketing

Segundo a AMA — American Marketing Association, marketing pode ser definido como “atividade e conjunto de processos e instruções para criar, entregar, comunicar e trocar ofertas que apresentem valor para consumidores, parceiros, clientes e sociedade em geral”.
Segundo o The Chartered Institute of Marketing, do Reino Unido, a definição de marketing é “processo de gerenciamento responsável pela identificação, antecipação e satisfação das necessidades do cliente, com lucro”.
A definição demonstra que o termo é muito abrangente e não está relacionado diretamente com a venda de produtos para clientes, o que muitos pensam e que está, na verdade, voltado para o setor de vendas, especificamente.

Dessa maneira, o marketing trabalha com o objetivo de gerar valor para determinado produto ou marca, que ocorre com a mudança de percepção do público em relação ao custo-benefício de uma empresa. Além disso, vale destacar que o lucro é parte elementar do processo. Se as ações não gerarem lucro, então não é marketing.

Podemos destacar então uma importante característica do marketing: as necessidades do cliente. Elas são próprias ao ser humano e embora tenha-se a falsa impressão por alguns, o marketing não cria estas necessidades. As identifica e percebe as carências das pessoas para suprir estas lacunas. Ou, como Phillip Kotler destaca, “suprir necessidades gerando lucro”.

Todavia, vale destacar que o marketing pode ser adotado por empresas que não apresentam fins lucrativos, como ONGs e instituições públicas, por exemplo. Para estes casos, o marketing age com o objetivo de conseguir retorno com fortalecimento da marca e engajamento.

Objetivos do marketing

Falaremos agora sobre os principais objetivos do Marketing. São eles: engajar
colaboradores, educar o mercado, construir boas relações, gerenciar uma marcar, aumentar a visibilidade, fidelizar clientes e vender mais.

Engajar colaboradores

Apesar de ser voltado, majoritariamente, para o público externo, o marketing também atua sobre a parte interna da empresa, isto é, os colaboradores. Esse marketing é conhecido como “endomarketing”. Dessa maneira, os colaboradores trabalham de forma mais descontraída e, portanto, tendem a produzir mais.

Educar o mercado

As estratégias de marketing da atualidade têm como principal objetivo estabelecer uma relação de autoridade da marca perante o seu nicho. Dessa maneira, elas são capazes de educar seu mercado consumidor para adoção das soluções que julgam mais adequadas para determinadas problemáticas.

Construir boas relações

Para que um cliente se seja fidelizado, é necessário que seja construída uma boa relação entre a marca ou empresa com ele. Dessa maneira, um dos principais elementos capaz de fazer isso é o marketing, que constrói, passo a passo, uma relação saudável entre cliente e empresa.

Gerenciar uma marca

O marketing está ligado diretamente ao branding, que é a construção de uma marca na mente das pessoas — e a sua ideia. E para que isso ocorra, é necessário tornar os propósitos e valores da marca tangíveis por meio de estratégias de marketing.

Aumentar a visibilidade

Um velho ditado afirma “propaganda é a alma do negócio”. E é exatamente isso que o marketing demonstra. Produtos similares podem ter níveis de vendas muito diferentes um do outro se em um o marketing for muito bem trabalhado e no outro não.

Fidelizar clientes

Tão importante quanto realizar a venda está a fidelização do cliente, que é quando aquele cliente retorna para a empresa para comprar o produto ou serviço diversas vezes. Além do aumento das vendas que isso ocasiona, temos a transformação do cliente em um potencial promotor da marca.

Vender mais

Por fim, temos o objetivo que é encarado por muitos como o principal: fazer com que a empresa ou marca venda mais. O marketing apresenta e torna a solução apresentada pela marca atraente para um número maior de pessoas, que observa e se sentem atraídos a fechar negócio com a empresa.

História do marketing

Embora a origem do marketing seja muito associada a meados do século XX, ele já existia desde as primeiras civilizações. No fim da idade média, por exemplo, após o renascimento urbano que ocorreu sobretudo na EUROPA, as cidades começaram a crescer e a consolidar as práticas comerciais — o que levou a uma maior necessidade por estratégias de marketing para as empresas.

Apesar do ramo ainda não estar consolidado e não existirem profissionais de
marketing, algumas estratégias já eram praticadas. Pequenos comerciantes
começaram a elaborar e praticar estratégias para chamar atenção de mais
consumidores.

Com a transformação sofrida pela sociedade a partir da Revolução industrial, a ideia de marketing para produtos começou a amadurecer na sociedade. Começaram a surgir diversas teorias e métodos para administração de empresas, que buscavam maior eficiência e produtividade para as mesmas.

Como as máquinas tinham solucionado o problema da produção, era necessário, naquele momento, fazer com que os produtos ofertados encontrassem a demanda.

Desse modo, começa a se realizar as primeiras estratégias de destruição e venda e o marketing começa a surgir de forma propriamente dita.
O processo vai amadurecendo até o século XX, com a consolidação da economia de mercado. Então surge o marketing como área formal no mercado de trabalho e nas faculdades e universidades de todo o mundo. No início o marketing era voltado quase que exclusivamente para as vendas. Com o tempo, ele passou a ser segmentado e organizado da forma como conhecemos hoje — embora ele evolua constantemente.

Durante esse processo, o marketing foi utilizado de forma indevida muitas vezes. Charlatões utilizaram estratégias para ludibriar os consumidores, o que acabou, de certa forma, gerando uma imagem negativa do marketing para o público geral.

Conforme o estudo do marketing foi se consolidando, outras disciplinas foram
inseridas nas investigações. Uma das primeiras delas foi a psicologia. Walter Dill Scoot foi o maior expoente nesse sentido, levando maior poder de persuasão a propaganda. Desenvolveu estratégias que foram utilizadas em larga escala por empresas durante a primeira metade do século XX.

Após o amadurecimento da população enquanto consumidora, as empresas passaram a se preocupar com a satisfação dos consumidores. Foi então que Peter Drucker, considerado por muitos o pai da administração moderna, destaca que as empresas não devem buscar “vender a qualquer custo” e que boas estratégias não devem ser voltadas para essa intenção.

Isso ocorre pois clientes insatisfeitos dificilmente voltam a adquirir determinado produto, o que acaba com o planejamento da marca para o médio e longo prazo.

Ao longo da história do Marketing, tivemos 4 tipos de marketing. São eles o Marketing 1.0, Marketing 2.0, Marketing 3.0, Marketing 4.0.
O marketing 1.0 ocorreu quando as empresas estavam focadas na produção e em seus produtos. Elas olhavam, basicamente, apenas para si. Nesse período, não existia tantos produtos no mercado, tampouco tantas empresas. Dessa maneira, não era necessário se preocupar com construção de marca, personalização e segmentação do mercado. A ordem era massificar e divulgar a marca.

No marketing 2.0, as empresas já percebem que é necessário entender as
necessidades dos consumidores. Aqui os consumidores se tornam mais maduras e não aceitam qualquer estratégia de divulgação das empresas. Surge então a segmentação do mercado e definição do público alvo.
O marketing 3.0 entra em cena com o advento da internet. Os clientes deixaram de ser vistos como alvos ou por segmentos, mas como seres humanos que precisam ser atraídos para um determinado fim.

E, finalmente, tivemos o marketing 4.0, fortemente influenciado pela cultura digital. Nesse estágio, a internet está em todos os momentos das nossas vidas. Dessa maneira, o marketing 4.0 está relacionado com essa hiperconectividade e estuda modos para utilizá-la para melhorar o valor da marca.

Tipos de marketing

Como uma área de estudo muito ampla, o marketing se dividiu em diversos tipos. Listamos a seguir os principais deles:

  • Marketing de Produto;
  • Marketing Multinível;
  • Marketing Social;
  • Marketing de Guerrilha;
  • Marketing nas redes sociais;
  • Marketing de relacionamento;
  • Endomarketing; Marketing Pessoal;
  • Marketing direto e indireto;
  • Marketing digital;
  • Marketing de Conteúdo;
  • Marketing Inbound;
  • Marketing Outbound.

Ferramentas de marketing

Para que o marketing seja aplicado de forma eficiente, é necessário conhecer e utilizar de forma adequada as principais ferramentas de marketing. São elas a análise da concorrência, gestão de redes sociais, mídia paga, SEO, E-mail Marketing, Análise de dados, Automação de Marketing e o CRM — Customer Relationship Management.

Sendo assim, o marketing é uma ferramenta muito necessária para alavancar o crescimento de determinado negócio. Todavia, se ele for aplicado sem critérios, será ineficiente e gerará gastos necessários. É importante conhecer os seus fundamentos e como ele funciona para que os resultados sejam os melhores possíveis.

Gostou do que leu neste artigo sobre o marketing? Então leia o nosso texto sobre a diferença entre o marketing e vendas!

Felipe Trindade

CEO Voio

Especialista em marketing, vendas e fidelização de clientes

Autor | Voio:

Voio é uma metodologia de gestão comercial que integra as técnicas mais efetivas para estruturar e aumentar a performance do seu time de vendas, aliado a um poderoso sistema criado por nós, organiza e monitora todo o relacionamento entre sua empresa e seu cliente.

Conteúdos relacionados

Alavancar ticket médio

Enriquecer a base de clientes

Ampliar prospecção

Satisfação dos clientes

Expandir a carteira de clientes

Desenvolver retenção na perda de clientes